Fone: (75) 3604-5050
Área Restrita
SOBRE O COLÉGIO

Nossa Missão

O Colégio Padre Ovídio orientado pelos valores do evangelho, está a serviço da aprendizagem, oferecendo uma educação de qualidade, aberta às transformações histórico-sociais e comprometida com a formação do cidadão crítico, ativo, ético e cristão.

Filosofia

O Colégio, inspirando-se na filosofia da Congregação: “TORNAR O HOMEM FELIZ, SEGUNDO O PLANO DE DEUS, DESCOBRINDO, ACOLHENDO E DESENVOLVENDO TUDO QUE É GERME DE VIDA”, tem por fim formar cidadãos conscientes, através da aquisição de habilidades e conhecimentos que são indispensáveis ao exercício ativo e crítico da cidadania.

Visão Pedagógica

O Colégio Padre Ovídio orientado pelos princípios legais e fundamentado nos pressupostos teóricos do sócio-interacionismo, concebe a escola como um espaço aberto e democrático na construção do saber. Sempre atento às constantes transformações sociais e ao avanço tecnológico, coloca o aprendiz como centro do processo de construção do conhecimento e o professor como agente mediador desse processo, através de uma pedagogia que favorece as múltiplas formas de ensinar e aprender.

Cursos Oferecidos

» Educação Infantil

» Ensino Fundamental

» Ensino Médio

Objetivos

EDUCAÇÃO INFANTIL

» Promover o desenvolvimento integral da criança em seus aspectos físico, psicológico, ético, cultural, sócio-histórico, cognitivo, perceptivo-motor e social, complementando a ação da família e da comunidade.

» Proporcionar o desenvolvimento integral da criança, no que se refere à percepção do próprio corpo, espaço que a rodeia, linguagem, gesto e movimento.

» Incentivar a formação de hábitos, habilidades e atitudes indispensáveis ao bem estar individual e sua desenvoltura concernente ao grupo e ao meio ambiente.

» Promover o enriquecimento de experiências que facilitem o desenvolvimento da criança na escola e na sociedade.

ENSINO FUNDAMENTAL

» Garantir ao estudante a aquisição de conhecimentos e habilidades da base comum nacional que constituem os conteúdos curriculares dessa escolaridade.

» Possibilitar o pleno domínio da leitura, da escrita e do cálculo, a compreensão do ambiente natural e social, do sistema político, da tecnologia, das artes e a vivência de atitudes e valores humanos, cristãos, essenciais à formação básica do cidadão.

ENSINO MÉDIO

» Ampliar e intensificar a aquisição de conhecimentos de formação geral, proporcionando continuidade de estudos e preparação básica para o mundo do trabalho, à luz da compreensão dos fundamentos científicos e tecnológicos, dos processos produtivos e dos princípios éticos, morais, sociais e cristãos.

Formação Humana e Cristã

A nossa educação é também aberta aos valores da Fé; e, à luz dos princípios evangélicos, busca-se a transformação da mente e do coração para a criação de uma pessoa nova, fruto da sua configuração a Cristo.

O Serviço de orientação religiosa do Colégio (SOR) vem desenvolvendo atividades motivadoras de tal experiência do sagrado: encontros de formação (espaço de oração e formação espiritual e humana, típica da tradição Sacramentina); aulas semanais de Ensino Religioso; momentos de oração, vivência dos sacramentos da eucaristia e da reconciliação; celebrações em vários momentos do ano letivo; orientação e direção espiritual e campanhas de solidariedade.

Perfil do Estudante

Os estudantes do Colégio são solidários e acolhedores e procuram manter uma boa convivência com os seus colegas, com os profissionais da Escola e com a Comunidade. Recorrem ao diálogo, por entender que este é instrumento imprescindível para o sucesso das relações interpessoais.

Conscientes de seu papel, respeitam e colaboram com o outro e com o espaço de convivência, mantém-se atualizados nos deveres escolares e não deixam acumular conteúdos para a véspera das avaliações.

A Família na Escola

“Educar é preparar o futuro à luz da fé e do amor, caminho que leva à educação dos sentimentos, além do intelecto.” Pierre Vigne

Entendemos que a participação das famílias na escola contribui significativamente para o bom desenvolvimento do(a) estudante(a). Pensando assim, realizaremos Encontros com os Pais periodicamente, a partir das necessidades apresentadas e ao final de cada Unidade letiva. Estes encontros poderão ocorrer ainda, sob a forma de Atendimento Individual (solicitado pela escola ou família) ou como Plantão Pedagógico.

Para o bom andamento do trabalho pedagógico informamos aos pais que qualquer comunicação aos Professores e/ou filhos devem ocorrer mediante solicitação a Mestra de Classe ou Coordenação. E que no momento de saída devem aguardar seus filhos na área livre da escola.

Temos a certeza que o bom entrosamento com a família traz enormes benefícios aos nossos educandos, uma vez que estes precisam do apoio e do cuidado destas duas instituições na construção e na formação da sua identidade.

Pensando assim o Colégio oportuniza as famílias momentos de reflexão e de confraternização, tais como: Celebrações, palestras e encontro de formação.

CAPP - Centro de Acompanhamento Psicopedagógico e Psicológico

O Colégio Padre Ovídio conta com o Centro de Acompanhamento Psicológico e Psicopedagógico atuando na perspectiva da psicologia e da psicopedagogia institucional numa abordagem preventiva nos processos de ensino e aprendizagem, na relação entre o ensinar e aprender.

Suas ações estão centradas na orientação aos estudantes às suas famílias, refletindo e identificando possíveis entraves no processo educativo e seus respectivos encaminhamentos.

Atua também na formação continuada da equipe docente, e da comunidade escolar como um todo, e na orientação profissional dos educandos, visando um trabalho que possibilite a formação integral do sujeito à luz da psicologia e psicopedagogia.

Assistência Social

A prática do Serviço Social no Colégio Padre Ovídio oportuniza uma intervenção que envolve todo o contexto escolar, no que concerne à pesquisa e análise da realidade social dos estudantes, avaliação socioeconômica para a concessão de bolsas, acompanhamento e orientação das adolescentes do internato e das famílias assistidas pela Fundação Nossa Senhora de Lourdes.

Atividades Complementares

As atividades complementares, oferecidas essencialmente em turno oposto, têm como objetivo estimular as dimensões esportivas, artísticas, científicas e culturais, visando ao desenvolvimento e principalmente contribuindo para o bem-estar físico e mental dos educandos.

» Futsal            » Dança

» Voleibol         » Teatro

» Handebol      » Turismo Pedagógico

» Karatê

O Colégio Padre Ovídio surgiu de um orfanato fundado em 25 de março de 1879, pelo vigário da freguesia, Padre Ovídio Alves de São Boaventura, e sua Irmã, D. Teolinda, à custa de esmolas, orações, sacrifícios, a fim de proteger e instruir crianças órfãs ou desvalidas. Contaram com a colaboração de Senhoras de Caridade de São Vicente de Paula.

O orfanato foi dirigido até 1886, pelo Padre Ovídio, sendo substituído por D. Teolinda, chamada de "Mãezinha" pelas órfãs, até a chegada de cinco Irmãs Sacramentinas em 12 de abril de 1903, que vieram da França devido a perseguições religiosas. Foram as voluntárias: Irmã São Félix Baudet, Irmã Marie Hermann Colombet, Irmã Santa Rosalie Roche, Irmã S. François Catiaux e Irmã Felicité Jachetti.

O Asilo Nossa Senhora de Lourdes, como era chamado, funcionou inicialmente em diversos endereços. Em 1925, foi lançada a pedra fundamental do atual edifício que funciona na Av. Senhor dos Passos, 269. O terreno foi doado pela família de D. Úrsula Martins Catharino.

Fachada antiga do Asilo Nossa Senhora de Lourdes.Uma figura muito importante na construção do Asilo Nossa Senhora de Lourdes, foi Mons. Mário Bahiense da Silva Pessoa, jovem sacerdote, que aqui chegou em busca de melhoras para a saúde abalada, assumindo, em 1920, a capelania do Asilo e colaborando na sua administração.

Com a necessidade de abrir-se ao atendimento das crianças da comunidade, de um modo geral, fundou-se a Escola SS. Sacramento, ministrando o curso primário até 19 de março de 1962, quando foi instalado e inaugurado o Ginásio Padre Ovídio, contando inicialmente com 32 alunas.

A primeira diretora foi Irmã Maria Modesta Melo.

Quatro anos depois, instalava-se o curso normal, autorizado pela Secretaria de Educação e Cultura, a 10 de abril de 1966, regulamentando seu funcionamento pelo Processo 049/69-CEE, publicado no Diário Oficial de 3 de março de 1969.

A primeira turma, de 29 professorandas, recebeu o diploma no dia 7 de dezembro de 1968. Com a mudança da legislação do ensino, abriu-se o leque de opções de cursos profissionalizantes de 2º grau, levando a desativação do Curso Normal. A última formatura realizou-se a 4 de dezembro de 1971, encerrando o ciclo com 27 professorandas.

Fachada atual do Asilo Nossa Senhora de Lourdes.O Asilo Nossa Senhora de Lourdes transformou-se na Fundação Nossa Senhora de Lourdes, registrada no Cartório de Títulos e Documentos sob n.º 313, em março de 1977, constando de dois Departamentos: Departamento Educacional (Colégio Padre Ovídio) e o Departamento Sócio-Assistencial (Asilo Nossa Senhora de Lourdes).

Desde a sua fundação até 1986, o Colégio Padre Ovídio só atendia alunos do sexo feminino. A partir daí, alunos do sexo masculino passaram a ser matriculados.

Atualmente funciona com os cursos de Educação Infantil, Ensino Fundamental e Ensino Médio.

Pierre Vigne (Privas, 20 de agosto de 1670 ? Rencurel, 8 de julho de 1740) foi um padre missionário francês, fundador da Congregação das Irmãs do Santíssimo Sacramento.

Vida
O começo

Pierre Vigne nasceu em Privas, em uma família de comerciantes têxteis, num momento ainda profundamente marcado pelo rescalco de Guerras Religiosas do século passado entre católicos e protestantes.1

Ele recebeu uma educação de um bom nível. No final da adolescência, acabou reconhecendo a importância do Eucaristia em sua vida e entrou em 1690 para o seminário Sulpician de Viviers.
O padre

Pierre Vigne foi ordenado sacerdote em 18 de setembro de 1694 em Bourg-Saint-ANDEOL e foi enviado para Vigário em Saint-Agreve. Ele pregava muito bem e sempre estava próximo de seus paroquianos.
O missionário

No entanto, sentiu-se chamado para outro lugar, ele queria ser um missionário especialmente entre os pobres, modestos.

Em 1700, entrou para os Lazaristas de Lyon onde recebeu uma sólida educação em missões populares de acolhimento aos pobres. Começou a viajar para cidades e vilas a fim de evangelizar as pessoas.

Em 1706, deixa os Lazaristas e torna-se um missionário itinerante

Assim, percorreu por mais de trinta anos as ruas de Vivarais, de Dauphiné, de Forez, Herault, até Alta Saboia e Haute-Garonne. Ele confessou, celebrou missas e pregou a adoração e veneração à Maria, seguindo o exemplo de São Francisco Régis.
O Fundador
A Via Crucis de Boucieu

Em 1712, Pierre Vigne, chega a Boucieu-le-Roi. Ele imediatamente ama a cidade cuja topografia o fez pensar em Jerusalém.

Em 1714, edifica uma Via Crucis apelidada de Le Grand Voyage, com 30 estações, de acordo com o caminho seguido por Jesus em sua Paixão de Ceia na Páscoa.2 A Via Crucis ainda é seguida pelos habitantes do lugar.

De março a junho de 1715, pregou em Burzet, e surge a oportunidade de restaurar uma Via Crucis já existente.
A Congregação das Irmãs do Santíssimo Sacramento
Ver artigo principal: Congregação das Irmãs do Santíssimo Sacramento

Pierre Vigne se estabelece em Boucieu-le-Roi que se tornou seu local de residência entre as duas missões.

Em 1713, uma menina, em Nozières, veio a Pierre Vigne pedir conselhos sobre uma possível vocação. Em seguida, a partir de 1715, Pierre Vigne reúne sete jovens e outras que tomaram o nome de Irmãs do Santíssimo Sacramento.

Em 30 de novembro de 1715, na igreja de Boucieu-le-Roi, coloca a cruz e o hábito religioso, convidando-as a adorar Jesus presente na Eucaristia e viver fraternalmente juntas. Era lhes confiada a tarefa de ensinar jovens, o que estabeleceu escolas constituidas pelas irmãs. Elas também foram incumbidas de acompanhar os peregrinos na Via Crucis, para que elas pudessem ajudá-los a rezar e meditar.

Logo, a pequena congregação cresceu e se mudou para o castelo BOUCIEU, uma antiga fortaleza acima da vila.

As primeiras Irmãs do Santíssimo Sacramento pronunciaram seus votos em 8 de setembro de 1722. De lá, a congregação cresceu e atingiu Dauphiné.

A Revolução Francesa dispersa as irmãs, que continuaram, clandestinamente, suas obras de caridade. Em 1804 na cidade de Romans, a congregação pode se reorganizar.

Em 1906, as Irmãs do Santíssimo Sacramento saem de Romans e vão para Valence, onde estão até hoje.

Atualmente, 44 comunidades da Congregação estão localizadas:

Na Europa (França, Itália, Inglaterra, Irlanda, Espanha),
América Latina (Brasil),
E desde 2004, na África (Tanzânia).

Outras fundações

Pierre Vigne funda em 1712, a Confraria do Rosário.
Em 1719, fundou a Confraria dos Penitentes de Blancs.

Suas obras

Apesar de uma vida plena a serviço de Deus, Padre Vigne escreveu vários livros: regras de vida, as obras de espiritualidade, bem como méditations sur le plus beau livre qui est Jésus Christ souffrant et mourant sur la Croix.
Seu último dia

Durante uma missão em Vercors, Rencurel; estava doente e não conseguiu completar sua pregação e morreu. Era 8 de julho 1740. Seu corpo foi trazido de volta a Boucieu-le-Roi, onde foi enterrado em uma capela da Igreja.

Um museu, em Boucieu-le-Roi, apresenta a história de Pierre Vigne e das Irmãs do Santíssimo Sacramento. Estão em exibição diversos objetos de fé da sua vida cotidiana.

Horário das Aulas
Boletim Online

MURAL DE RECADOS

De: Matheus 6anoB...

Para: Iumara Souza...

Pró, a senhora é muito legal !!!...


FACEBOOK

CPO ACONTECE

Colégio Padre Ovídio

Avenida Senhor dos Passos, 269, Centro. Feira de Santana - Bahia. Cep: 44.001-795
E-mail: falecom@padreovidio.com.br